Dirigíveis N° 5   e   6

Contornando com o Nº 5   Contornando com o Nº 5

PRÊMIO DEUTSCH

Os sucessos das experiências daquele pequeno brasileiro, levaram o magnata do petróleo Henry Deutsch de La Meurthe, no dia 24 de marco de 1900 a oferecer um prêmio de 50.000 francos a quem, entre 1º de maio de 1900 e 1º de outubro de 1903, partindo e retornando do campo de Saint Cloud, por seus próprios meios e sem tocar o solo ao longo do percurso, sem auxílio de terra contornasse a Torre Eiffel e regressasse ao ponto de partida em no máximo 30 minutos.

Primeira decolagem com o N° 5

A distância de ida e volta equivalia a 30 quilômetros. A conquista desse prêmio seria avaliada por uma comissão formada por membros do Aero Clube da França. Fez experiências com o número 4,  tentou por duas vezes vencer o prêmio com o N° 5.

Esboço

Em 27 de agosto de 1901, após a tentativa de vencer o prêmio, sofreu um grave acidente com seu dirigível N° 5. Houve perda de gás, e o envólucro começou a murchar rapidamente.  Ao perceber a gravidade da situação, Santos=Dumont se amarrou à "nacele" (cesto).

A cauda desceu muito e se rasgou numa chaminé, provocando uma explosão no ar.  Por instantes ele permaneceu desacordado, e quando voltou a si estava pendurado no alto do Hotel Trocadero.  Escalou rapidamente o cordame do dirigível, e auxiliado pelos bombeiros ainda conseguiu recuperar o motor do aparelho.

Mais tarde foi intimado pela proprietária do Hotel Trocadero a pagar 150 francos pelos estragos causados por ocasião do acidente ...

Dirigível Nº 5
O dirigível Nº 5 tinha o leme triangular
Dirigível 6 Dirigível nro 6
O Dirigível Nº 6 tinha o leme arredondado
-

Dirigível Nº 6


Em 19 de outubro de 1901, (menos de dois meses após seu quase fatal acidente com o N°5 !) às 14h42min, Santos Dumont partiu com seu dirigível nº 6, com 33 metros de comprimento e 622 metros cúbicos, para circundar a torre Eiffel; após 29min30s o nº 6 encontrava-se sobre o ponto de partida.


-
Navegando com o Nº 6

Finalmente vence o Prêmio Deutsch.  Com esse feito Santos Dumont provou que o Homem podia controlar o seu deslocamento pelos ares.

Dirigível nro 6
-

Cabe ainda ressaltar que o aeronauta doou integralmente seu prêmio; metade (25.000 francos) aos pobres de Paris, quitando suas dívidas em casas de penhores, e devolvendo-lhes suas ferramentas de trabalho e instrumentos musicais, e a outra metade entre seus mecânicos e colaboradores.

Capa da Revista Fígaro
-
Contorno da Torre Eiffel
Provável foto do N° 6
sob o mau tempo de Paris
Cartões Postais ECT

Dirigível N° 5 após o contorno da Torre Eiffel,
momentos antes da explosão sobre
o Hotel Trocadero

Contorno da Torre

Errôneamente atribuem-se estas fotos ao Dirigível N° 6, com o qual efetivamente completou o percurso pré-estabelecido e venceu o Prêmio Deutsch. 

No dia da prova em que conseguiu realizar o percurso e ganhar o prêmio, Paris estava sob mau tempo, o que retirou visibilidade para fotos de longa distância. Santos=Dumont fez então com que os cartões postais saíssem com a foto do Nº 5.

Veja ao lado o mapa com o traçado, em plano e em altura, do percurso executado pelo Dirigível Nº 6.

Mapa do percurso realizado

Santos=Dumont subvencionava suas atividades aeronáuticas com seu próprio dinheiro.  Em 1901, encher um balão de 620 metros cúbicos com hidrogênio custava-lhe aproximadamente US$ 500,00.



Ainda com este dirigível voou sobre a Baia de Mônaco algumas vezes.

Centenário
-
Página Anterior
Índice do Assunto
Página Seguinte
Volta ao Índice